Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Polícia encontra reféns após serem sequestrados por assaltantes
06/11/2018 23:58 em Notícias

 Os criminosos levaram dinheiro da agência do Banpará e queimaram um veículo na fuga

 

Na tarde desta terça-feira (06), horas depois do assalto na agência do Banpará de Viseu, todos os reféns que foram sequestrados foram liberados pelos bandidos e localizados pela polícia. De acordo com as últimas informações da Polícia Civil (PC), na fuga, os criminosos usaram o carro do gerente da agência do banco onde, com o apoio de outras caminhonetes, amarraram reféns no capô para fugir do município. A Polícia Civil ainda não tem o número exato de vítimas, mas confirma que pelo menos dez pessoas foram feitas reféns na fuga do bando.

O veículo do bancário foi abandonado e localizado pelos policiais horas depois. Um dos carros usados pelos bandidos foi queimado em cima de uma ponte localizada entre Bragança e Viseu, para atrapalhar a perseguição dos policiais ao bando. Antes de entrarem em um ramal, houve troca de tiros com Policiais Militares de Bragança. Apesar da ação dos policiais, os bandidos conseguiram fugir.

Logo depois, em uma área de mata às margens de um ramal de terra na zona rural de Viseu, os reféns foram encontrados. A polícia não confirma o número de pessoas que foram levadas pelos bandidos, mas nenhum foi ferido com gravidade. A estimativa inicial é que mais de dez pessoas foram feitas reféns, e todos estavam muito abalados e assustados quando foram resgatados. A Polícia Civil e guarnições da Polícia Militar seguem procurando na região na tentativa de localizar os assaltantes. O Banpará confirmou que eles conseguiram roubar dinheiro na ação, mas não revelou valores.

Números

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) informou que de janeiro a setembro no ano de 2017, houve registros de 19 casos de roubos a estabelecimentos bancários no Estado do Pará. Já em 2018, durante o mesmo período, foram computados 18 casos de roubos.

 

 ORM / Notícias / Pará

 

COMENTÁRIOS