MENU
Criança morre ao ter pescoço cortado por linha chilena em Santa Izabel do Pará
09/07/2024 23:20 em Notícias

A vítima estava em uma moto indo para a casa da avó com o pai quando o incidente ocorreu

 

Uma criança de 8 anos morreu na tarde de segunda-feira (08) após ser degolada por uma linha chilena no bairro Jardim Mirai, em Santa Izabel do Pará, no nordeste paraense.

 

Conforme as informações iniciais, a vítima estava em uma motocicleta com o pai, indo para a casa da avó, quando o incidente ocorreu em via pública.

 

Apesar de ser hospitalizado, o menino não resistiu.

 

Conforme as informações de pessoas próximas a família, a criança estava sentada na parte do tanque da moto. O pai do menino ainda colocou a mão na frente do filho para tentar impedir que o pescoço da criança fosse cortado. No entanto, não conseguiu evitar a lesão profunda.

 

Com o filho ferido, o homem foi rapidamente para um hospital municipal da cidade, mas a criança não resistiu e morreu devido a gravidade do ferimento.

 

Em nota, a Polícia Civil informa que o caso é investigado sob sigilo pela delegacia de Santa Izabel.

 

O que é linha chilena?Utilizada ao soltar pipa, a linha chilena consiste numa espécie de linha com cerol com um poder cortante 4 vezes maior que o cerol tradicional. O cerol comum é fabricado a base de cola derretida com vidro triturado, que após o processo de mistura desses materiais, é passado na linha usada para soltar pipa.

 

Já a linha chilena, na sua composição tem adição de pó de quartzo e óxido de alumínio, tornando assim o seu poder cortante extremamente mais perigoso tanto para os praticantes da brincadeira, como para quem estiver trafegando pela área onde a linha chilena está sendo utilizada. 

 

ProibidaEm Belém, o uso da linha cholea é proibido, assim como do cerol comum, segundo a Lei nº 9455, de 29 de abril de 2019.

 

Em fevereiro de 2024, a Câmara dos Deputados aprovou projeto de Lei 402/11 que proíbe a fabricação, comercialização e uso de linhas cortantes em pipas e brinquedos semelhantes, estipulando pena de detenção e multas.

COMENTÁRIOS