Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Destaques do agronegócio paraense serão premiados nesta quarta (4)
01/12/2019 12:15 em Notícias

Autor: Luiz Flávio/Diário do Pará

 

Prêmio está na sua 5ª edição e é um grande sucesso. Abaixo, o produtor rural Fernão Villela

Prêmio está na sua 5ª edição e é um grande sucesso

Mais de 300 indicações das quais saíram 53 finalistas divididas em 19 categorias. Esse é o desenho do Prêmio Agropará 2019, que este ano, na sua 5ª edição, vai premiar as personalidades do campo que mais se destacam em suas respectivas categorias, divididas na produção animal e vegetal em todo o Estado. O palco da festa do agronegócio paraense será o auditório da Federação das Indústrias do Estado (Fiepa) na noite da próxima quarta-feira (4).

 

Um dos momentos mais importantes da festa será a premiação de Técnico Destaque em Agronegócios no Pará 2019 para o produtor rural Fernão Villela Zancaner, do município de Paragominas. Para ele, que é veterinário de formação, o prêmio é importantíssimo pois coloca em evidência o agronegócio no Estado para a população urbana do Pará e principalmente da grande Belém que, na sua avaliação “ainda tem muito pouco conhecimento e identificação com o agro e o prêmio mostra principalmente para esse público o valor e a pujança do agronegócio paraense”.

 

O homenageado se diz muito feliz com o reconhecimento, principalmente no ano que completa 20 anos de formado e 20 anos trabalhando no agronegócio paraense. “Apesar de ser paulista de nascimento, me considero paraense de coração e não tenho dúvidas que o Pará será o maior Estado no agronegócio brasileiro, e o prêmio só incentiva aqueles que se dedicam nesse setor”, disse Fernão, que é vice-presidente da Pagrisa e vice-presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa).

 

Ele também elogia a Revista Agropará que, na sua avaliação, tem um papel de suma importância, que é a de valorizar os empresários e os profissionais que atuam na área do agronegócio no Estado, destacando suas práticas e o trabalho que desenvolvem nos mais variados ramos de atividade.

 

Entre os critérios de avaliação para a escolha dos melhores em cada segmento estão produtividade, tecnologia, boas práticas, geração de empregos, gestão e importância para a produção local e outras características para determinados segmentos. Cada categoria entra num critério de avaliação.

  

Os concorrentes são indicados pelas entidades e instituições do setor que mais cresceram em sua atuação este ano. A premiação, junto com a Revista Agropará, movimentaram o mercado em 2015, quando passou a valorizar o trabalho do homem do campo e sua importância para a economia.

 

“Apenas figurar entre os indicados na quarta edição do evento já é considerado um privilégio, já que a premiação é considerada a maior do Norte e Nordeste do Brasil”, destaca Guilherme Minssen, zootecnista e consultor da Revista Agropará.

 

Jader Filho, diretor-presidente do Grupo RBA, comemora o número recorde de indicações para a premiação o que, segundo ele, comprova o sucesso da iniciativa. “O agronegócio é um dos setores que mais gera riqueza e empregos no nosso Estado e vem conseguindo superar a crise econômica que afetou o país”.

 

E prossegue: “O setor vem crescendo a olhos vistos nos últimos anos, e o prêmio foi criado justamente para mostrar a força extraordinária do agronegócio e tudo que ele representa para a nossa região”. Ele ressalta ainda que em 2015 a Revista Agropará foi criada justamente para mostrar o quanto a agricultura agrega e fortalece a economia do Pará, gerando empregos e renda. “Será certamente mais um dia de festa e de valorização a esse segmento tão importante”, assegura Jader.

 

Prêmio bateu recorde de indicações nesta edição

 

A edição deste ano terá, mais uma vez, representantes de todas as regiões do Estado, demonstrando a diversidade do agronegócio paraense. Em 2019 o prêmio bateu todos os recordes de indicações para as categorias, que são feitas por sindicatos rurais, federações de produtores e de órgãos ligados ao setor, como Ceplac, Embrapa e Emater.

 

“Na verdade, temos 19 categorias e 53 indicados no total. Apenas as categorias Programa de Fomento ao Agronegócio Paraense e Técnico Destaque em Agronegócios são conhecidas antecipadamente, já que é apenas um o escolhido. Cada uma das demais 17 categorias concorre com 3 finalistas e os vencedores só serão conhecidos no dia da premiação”, explica Guilherme Minssen.

 

Ele ressalta que tiveram categorias onde houveram 45 e até 60 indicações para inclusão na lista tríplice final, como no caso de Bovinocultura e Aquicultura. “O prêmio esse ano superou todas as nossas expectativas”, aponta.

 

Na categoria Programa de Fomento ao Agronegócio Paraense o escolhido foi o projeto Programa de Melhoramento da Pecuária -Bubalina Leiteira e Familiar do Estado do Pará (Promebull Pará), que envolve a Embrapa, Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pesca (Sedap) e a Federação da Agricultura do Estado em um processo de fomento ao desenvolvimento da bubalinocultura no Marajó, Baixo Amazonas e Parauapebas.

 

GRÃOS

 

Na agricultura, segundo o consultor, houve uma “explosão” de indicados. Com a chegada forte do agronegócio de grãos no Pará tiveram indicados de Santarém, Belterra, Paragominas e diversas cidades do Sul e Nordeste do Pará.

 

“Tivemos indicações de muitas regiões de produtores que estão produzindo soja, milho e arroz em grande escala. É uma atividade que está na base da produção da nossa agricultura, da suinocultura numa verticalização importante do agronegócio, gerando muito emprego e renda no campo paraense”, ressalta.

 

O mercado Pet foi outro destaque como a campeã de indicações, com quase 60. “Só de Belém foram 12 indicações de lojas. São pessoas que empregam muitos profissionais zootecnistas, muitos em parceria com a Ufra”.

 

Revista AgroPará

 

A primeira revista especializada no agronegócio no Estado foi lançada pelo Diário do Pará em 2015, trazendo junto uma inovadora premiação que, anualmente, prestigia os grandes destaques do agronegócio. Trimestral, a revista tem um conteúdo diferenciado, não se limita a matérias sobre negócios e economia, incluindo também moda, saúde, comportamento, decoração, tecnologia, entre outras temáticas associadas ao ambiente rural. A publicação acompanha a edição de domingo do DIÁRIO.

 

Relação de finalistas por categoria

 

Bovinos

Fazenda Água Fria - Xinguara

Nelore Menoletto - Belterra

Fazenda Porangaí - Xinguara

 

Bubalinos

Fazenda Sta. Filomena - Muaná

Fazenda Aruans - Ilha do Marajó

Fazenda Açaizal - Parauapebas

Equinos, Asininos e Muares

Al Rancho - Parauapebas

Mang. Marchador e Muares - Rio Maria

Rancho do Cawboy - Paragominas

 

Ovinocultura e Suinocultura

Agropecuária Real - Castanhal

Faz. Rio Vermelho - Ourém

Grupo de Ovinos e Caprinos de Santarém - Mojuí dos Campos e Belterra

 

Avicultura

Granja Novo Horizonte - Igarapé Açu

Granja Takakura - Santo Antônio do Tauá

Tapajós Alimentos - Santarém

 

Aquinocultura

Projeto Tambaqui - Marabá

Piscicultura Vale do Pirarucu - Tucumã

Piscicultura Quanz - Uruará

Apicultura e Meliponicultura

Apiário Vizeu - Vizeu

Apiário de Canaã - Canaã dos Carajás

Apiário de Santarém - Santarém Novo

Mercado e Distribuição PET

Vitória Régia - Belém

Saúde Animal - (Belém)

Pró-Frango Produtos Agropecuários - Santa Izabel

 

Grãos - Arroz, Soja e Milho

Tiago Facco - Ulianópolis

Derquian Busnello - Paragominas

Edenilson Bocchi - Santana do Araguaia

 

Palma, óleos e Gorduras Vegetais

DENPASA - Dendê do Pará - Benevides, Santa Bárbara e Santo Antônio do Tauá

DENTAUÁ – Dendê do Tauá S/A - Santo Antônio do Tauá

 

Belém Bioenergia Brasil (BBB) - Tailândia e Tomé Açu

 

Citros

Gelo Mania e Limão – Belém

Grupo Tonheiro – Comércio e Citricultura - Capitão Poço

Grupo Zampa - CITROPAR - Capitão Poço

 

Açaí

Xingu Fruit – Castanhal

Palamaz Agroindústria – Marituba

Goola Açaí – Acará

Cacau

CAMPPAX – Cooperativa Alternativa Mista dos Pequenos Produtores do Alto Xingu - São Félix do Xingu

Origem Tuerê – Cooperativa de Produtores - Novo Repartimento

Associação dos Produtores da Ilha de Mocajuba – Mocajuba

Reflorestamento e Madeiras

FLORAPLAC MDF Grupo CONCREM – Paragominas

Tramontina Reflorestamento Mogno – Icoaraci

Amazônia Florestal Ltda – Itaituba

Mandioca e Feijão Caupi

AGROCORREA - Augusto Corrêa

FEIJÃO CAUPI – Castanhal

Feijão Cupi – Tracuateua

Flores, plantas ornamentais e arranjos florais

Agrop. Amaflor – Castanhal

Santa Flora Lucky Bambu – Belém

Sítio Rancho Fundo – Benfica

Extensão, Pesquisa, Ensino ou Organização Rural - Destaque 2019

AGROPORTAL – Regularização Fundiária e Ambiental – Castanhal

ABRAPALMA - Associação Brasileira de Produtores de Óleo de Palma – Belem

ATBPA - Associação de Tambor e Baliza do Pará - Paragominas/Marabá/Parauapebas

Programa de Fomento ao Agronegócio Paraense

PROMEBULL PARÁ - Programa de Melhoramento da Pecuária - Bubalina Leiteira e Familiar do Estado do Pará - José Ribamar Felipe Marques

Técnico Destaque em Agronegócios no Pará 2019

Fernão Villela Zancaner - Paragominas

COMENTÁRIOS