Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Polícia Civil acaba com festa clandestina em barco de luxo
07/04/2021 06:37 em Notícias

Embarcação reunia mais de 60 pessoas, entre elas estrangeiros, e percorreu comunidades indígenas

Com informações do portal D24am

Um evento clandestino que reunia mais de 60 pessoas, entre elas estrangeiros, foi encerrado pela Polícia Civil do Amazonas. A festa acontecia a bordo de um barco de luxo que percorria o rio Negro desde a última sexta-feira (2) e que, segundo o que foi apurado, havia percorrido comunidades indígenas da região.

A polícia foi alertada sobre a realização do evento “Amazon Immersion” (Imersão na Amazônia) nesta terça-feira (6), e conseguiu localizar a embarcação. A festa tinha a participação de jovens brasileiros e estrangeiros, a maioria sem máscara de proteção contra a covid-19, flagrados ingerindo bebidas alcoólicas e aglomerados na área do barco. 

No material de divulgação, o evento prometia uma jornada de experiências, cultura e natureza em um dos Estados que mais sofreu com a pandemia do novo coronavírus.

“São jovens que vieram provavelmente para conhecer a Amazônia, mas em um contexto muito triste. Eles alegam que fizeram o exame, que todos eles testaram negativo, mas não temos essa materialidade ainda. Alguns dizem também ser vacinados, o que não impede de transmitir a doença”, relatou o titular do Departamento de Repreensão ao Crime Organizado (DRCO) do Amazonas, Bruno Fraga.

Vídeos obtidos pela polícia mostram que a embarcação havia feito paradas em comunidade indígenas, um dos grupos mais vulneráveis à contaminação pelo vírus causador da Covid-19. “Eles passaram em comunidades indígenas. Nós sabemos da fragilidade dos nossos índios em contato com pessoas de fora, e principalmente numa situação de pandemia, praticamente todos sem máscara”, destacou o titular do Grupo Fera, Ruan Valério, que deu apoio à operação.

Os organizadores do evento já foram identificados. Todo os participantes foram conduzidos a sede da Delegacia Geral, no bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, para os procedimentos cabíveis.

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE