Operação Marcapasso investiga fraudes licitatórias no Pará e Tocantins
06/12/2017 - 5h20 em Notícias

Uma equipe de 70 policiais federais cumprem 17 mandados judiciais em Palmas, Araguaína e Belém

A Polícia Federal deflagrou, ontém, a segunda fase da operação Marcapasso, que investiga um esquema de corrupção em fraudes de licitação para compras de órteses, próteses e materariais especiais no Pará e em Tocantins.

De acordo com a PF do Pará, dos quatro mandados de prisão temporária, um estava previsto para ser cumprido em Belém, mas o acusado foi encontrado em Manaus, no Amazonas.Na delegacia federal, o advogado do procurado informou que ele se entregará à PF.

Até o momento, não foi decidido se o investigado se entregará na cidade manauara ou na capital paraense.

Ao todo, cerca de 70 policiais federais cumprem 17 mandados judiciais expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal de Palmas - TRF1. Além das prisões temporárias, estão previstos os cumprimentos de quatro mandados de condução coercitiva, duas medidas cautelares diversa de prisão e sete mandados de busca e apreensão em Palmas e Araguaína, no Tocantins e em Belém do Pará.

 

Os investigados responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa, fraude à licitação, associação criminosa e outros.

COMENTÁRIOS