PF continua busca por dinamarquesa no Pará
23/12/2016 - 23h31 em Brasil

Continua a procura pela dinamarquesa Angelina Maalue Avalon Mathiesen, de 42 anos, acusada de ter fugido da cidade de Copenhagen, na Dinamarca, em março deste ano com o casal de filhos, de 6 e 3 anos, 5 dias depois de perder a guarda dos filhos para os pais.

De acordo com divulgação da Policia Federal, a mulher foi vista na região do Maraú, distrito de Mosqueiro, em Belém. e por isso teve o mandado de prisão expedido pela justiça brasileira.

Em entrevista coletiva, o superintendente da Polícia Federal do Pará, delegado Ualame Machado, explicou que o mandado de prisão da Dinamarca não pode ser cumprido no Brasil, assim, a Polícia Federal do Pará solicitou à Justiça Federal o mandado de prisão com fins de deportação. Angelina entrou no Brasil usando nome falso.

“Essa foi a forma mais rápida que encontramos. Quando ela for presa no Brasil, os filhos são entregues aos pais, que já estão em Belém, e assim que ela tiver lá, a polícia dinamarquesa cumpre o mandado de prisão”, detalhou.

As buscas por Angelina e os dois filhos continuam e imagens feitas por câmeras de segurança estão sendo analisadas pela Polícia Federal.

Os passos da acusada estão sendo seguidos também pela Polícia Internacional, a Interpol, que rastreou a conta de Angelina constatando vários depósitos feitos na conta da mulher, por parentes, e os saques realizados na ilha de Mosqueiro.

As crianças são filhos de pais diferentes, no entanto, a Justiça da Dinamarca retirou a guarda de Angelina depois de atestar problemas psicológicos da mulher e alienação parental que ela estaria praticando.

Caso Angelina e as crianças sejam localizadas, elas devem ser levadas à Polícia Federal. Quem tiver informação do paradeiro deles, pode denunciar à PF.

Serviço

Plantão PF/PA: (91) 3214-8014.

(Com informações de Michelle Daniel/Diário do Pará)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!