Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Governo do Pará distribui 98,2 mil vacinas contra covid-19
26/02/2021 06:23 em Notícias

As doses desembarcaram em Belém na quarta-feira (24). O Pará deve receber 1,5 milhão de doses de vacinas contra a covid-19 até o dia 30 de março, como foi repassado pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello

 

O Governo do Estado, por meio de ação integrada de órgãos estaduais dos setores de Saúde e Segurança Pública, distribui 98.200 doses de vacinas contra a covid-19 desembarcadas na quarta-feira (24) em Belém. Até o começo da noite desta quinta-feira (25), foram encaminhadas doses para o 1º ao 6º Centro Regional de Saúde (CRS).

 

No final da noite de quarta, chegaram 37.200 doses da vacina CoronaVac/Sinovac, desenvolvida no Brasil pelo Instituto Butantan. Ainda pela manhã, já haviam chegado outras 61 mil doses de vacinas Oxford/AstraZeneca, totalizando 98.200 novas doses enviadas ao Estado.

 

Como informa o Governo, o novo lote reforça a quantidade de vacinas para os grupos prioritários, de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde. Os últimos ajustes para a distribuição já estão sendo feitos, para que as doses cheguem aos municípios a partir desta sexta-feira (26). O envio será feita por via terrestre, aérea e marítima, e contará com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

 

Dos centros, as vacinas seguem para os municípios. Os CRS em questão são

 

- 1º CRC (Belém, Ananindeua, Benevides, Marituba e Santa Bárbara do Pará);

 

- 2º (Santa Izabel do Pará, Acara, Bujaru, Colares, Concórdia do Pará, Santo Antônio do Tauá, São Caetano de Odivelas, Tomé Açú e Vigia de Nazaré);

 

- 3º (Castanhal, Curuçá, Igarapé-Açú, Inhangapi, Magalhães Barata, Maracanã, Marapanim, São Francisco do Pará, São Domingos do Capim, São João da Ponta e Terra Alta);

 

- 4º (Capanema, Augusto Corrêa, Bonito, Bragança, Cachoeira do Piriá, Nova Timboteua, Ourém, Peixe-Boi, Primavera, Quatipuru, Salinópolis, Santa Luzia do Pará, Santarém Novo, São João de Pirabas, Traquateua e Viseu);

 

 5º (São Miguel do Guamá, Aurora do Pará, Capitão Poço, Dom Eliseu, Garrafão do Norte, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá, Paragominas e Santa Maria);

 

- 6º (Barcarena, Abaetetuba, Igarapé-Miri, Mojú e Tailândia).

 

Remessa

Essa é a quinta remessa recebida pelo Pará, contabilizando 414.040 doses enviadas pelo MS ao Estado. Para o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, a chegada das novas doses é de suma importância para diminuir os casos da doença.

 

“A Sespa continua adotando todas as medidas necessárias para combater o aumento do número de casos da covid-19 e garantir assistência à população do Pará. Transferências de pacientes, aumento do número de leitos nas áreas de maior necessidade, mudança de bandeiramento para restringir a circulação de pessoas, entre outras medidas, foram adotadas, mas é essencial que tenhamos vacinas, pois quanto maior a parcela da população imunizada, menos proliferação do novo coronavírus teremos”, ressalta o titular da Sespa.

 

Doses

O Pará deve receber 1,5 milhão de doses de vacinas contra a covid-19 até o dia 30 de março, como foi repassado pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ao governador Helder Barbalho, durante reunião na última semana, em Santarém, no oeste paraense.O governador anunciou na terça-feira (23) que vai comprar 3 milhões de doses de vacinas contra covid-19 de laboratórios credenciados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de autorizar a aquisição de doses por estados e municípios.

 

Confira o calendário de chegada ao Pará dos lotes de vacinas já enviados pelo Ministério da Saúde:

- 18 de janeiro: 173.240 doses da CoronaVac/Sinovac;

 

- 24 de janeiro: 49 mil doses da Oxford/AstraZeneca;

 

- 25 de janeiro: 29.200 doses da CoronaVac/Sinovac;

 

- 6 de fevereiro: 64.400 doses da CoronaVac/Sinovac;

 

- 24 de fevereiro: 98.200 doses da CoronaVac/Sinovac (37.200) e Oxford/AstraZeneca (61 mil).

 

Fonte: O Liberal (Eduardo Rocha)

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE